Login

 

País Supremo League

 

Foram um total de 161 transações na janela entre compras, vendas e trocas de jogadores, estas todas somadas atingiram € 935,3M, não foi o maior valor já gasto em uma janela neste ciclo, mas também ficou muito longe.

Dos valores gastos uma grande parcela da culpa vem especialmente de 4 managers, que ocupam as 4 primeiras posições na escala de valores gastos, Queiroz (PSV), Apodi (CSKA), Miraí (Mainz) e André (Sunderland), a soma dos valores gastos destes 4 managers ultrapassa € 279M, estes também ocupam as 4 primeiras posições quando o assunto é valor recebidos, foram sem sombra de dúvidas os dominadores do mercado. Com um pequeno maior destaque para o manager do PSV que dominou o topo da tabela em vendas faturando € 60,5M com as vendas de 13 jogadores, e também a de gastos, desembolsando uma mixaria de € 75,7M em 11 jogadores.

Mais uma janela se fecha deixando apenas os números para detalharmos aqui, então vamos lá.

Por ter menos grana na conta dos clubes, está foi menos movimentada do que a anterior, mas se analisarmos o capital dos times em cada janela veremos que o numero de 152 transferências nesta janela foi bem expressivo.

Os clubes gastaram um total de € 797 milhões em 152 transações nesta janela.

O manager Thiago Santos do Newcastle foi quem efetuou a transferência mais cara, gastando € 32M por Giorgio Chiellini e motivado por este numero elevado foi junto com o PSV o time que mais gastou na janela, comprando 2 jogadores por um total de € 55M.

Já o manager Fábio Queiroz do PSV foi o impulsionador de números da janela, comprando 18 jogadores por um total de € 55M e vendendo 9 jogadores por um total de € 23,5M, na pratica ele comprou 1 time e meio e vendeu quase um time inteiro.

O Braga do manager Heartel também teve uma grande atividade na janela, vendendo 11 jogadores e contratando outros 10.

Apesar de um mercado considerado "pobre" para está 1ª janela, devido ao baixo poder aquisitivo dos times, os managers se viraram como podem, indo buscar quase sempre o melhores negócios à custos baixos, mas nem por isto está janela deixou de ser movimentada tendo um total de 146 transferencias concretizadas e um valor total de € 523 milhões gastos.

Poucos clubes ousaram gastar grande parte da fatia de seu orçamento em jogadores de maiores valores, com apenas 11 transferências que ultrapassará o valor de € 10M. O Ajax do manager do manager Léo Macena foi o time de maior destaque nas estatisticas, pois liderou todos os ranking de valores recebidos, valores pagos e ainda efetuou a maior transferência da janela gastando o equivalente á € 21M no atacante Andrea Belotti do Torino.

Com mais dinheiro nos cofres do que a 1ª janela, os managers da UFMC fizeram um mercado agitado nesta janela, valores expressivos de transferências e muitos negócios internos, não era para menos, já que está era a oportunidade ideal para suprir as necessidades de cada time e descartar aqueles jogadores que obtiveram baixo rendimento na liga e preparar o time para as Copas UCL e UEL.

Com um total de 174 transferências concretizadas totalizando € 978 milhões, e muitos managers apostando em jogadores caros.

O Hamburg do manager Jonatas Carneiro atual campeão da 1ª Divisão que na 1ª janela foi conservador e não fez nenhuma alteração no time, nesta chegou com maior poder de fogo e efetuou a transferência mais cara da janela, pagando € 38Mpor Kevin Gameiro do Atlético.

Já em valores totais gastos e recebido quem liderou foi o recém contratado como  manager do PSV, Fábio Queiros, que receberá um total de € 29M pela venda de 7 jogadores e gastou um total de € 56M em 5 novas contratações.